Home » » Em Picuí obra com custos de quase meio milhão de reais continua inacabada e abandonada.

Em Picuí obra com custos de quase meio milhão de reais continua inacabada e abandonada.


Com 3 anos e 4 meses de iniciado, continua inacabado e abandonado o prédio onde funcionaria a biblioteca municipal.  

De acordo com a placa, o inicio da obra deu-se em 21 de março de 2014 e o prazo de execução seria de 180 dias, (06 meses), ou seja, em setembro do mesmo ano estaria pronta, com mais de 3 anos de iniciada a obra está abandonada e se não cuidarem brevemente estará em ruínas.

Numa matéria anterior abordamos esse assunto, na época o prefeito abordou o assunto nas emissoras de rádio do município, dizendo que o problema tinha sido falhas documentais, mas já estava sendo solucionado, mas até hoje nada. Como ninguém se pronuncia sobre o real abandono da obra, resolvemos ‘tocar na ferida’ novamente cobrando das autoridades governamentais uma explicação. 

De acordo com a CGE (Controladoria Geral do Estado), o valor do convenio foi de R$ 420.000,00 (quatrocentos e vinte mil reais), mais a contrapartida do município. Na placa de apresentação ainda existente no local informa o valor total da obra que é de R$ 446.051,49 (quatrocentos e quarenta e seis mil, cinquenta e um reais e quarenta e nove centavos).

A empresa responsável pela construção, Construtora Exclusiva LTDA, já recebeu R$ 153.528,40 (cento e cinquenta e três mil, quinhentos, vinte e oito reais e quarenta centavos).

De acordo com consulta realizada nesta segunda feira (25), na conta PMP/CONV/BIBLIOTECA 17260X - AGÊNCIA 24414 – Resta R$ 78.387,84 - valor referente à sobra da primeira parcela depositada pelo estado. Os recursos vão sendo liberados de acordo com a prestação de contas da prefeitura.

Após consultar a situação do convênio junto a CGE (Controladoria Geral do Estado), identificou-se que o vencimento se deu em 28/08/2015 e a falta de repasses deu-se em virtude de inadimplência da Prefeitura incluída no SIAF sob o número 002791 junto ao Governo do Estado.
No entanto, essas informações não são suficientes para compreendermos os reais motivos da paralisação dos serviços da referida biblioteca. O termo do convênio de mutua cooperação financeira está salvo no PC.

Como o governador estará em Picuí nesta segunda feira (25), algum corajoso situacionista deveria leva-lo para vistoriá-la.


Outra obra inacabada e abandonada em Picuí é a creche do bairro Limeira (foto), mas como esse é um ano de eleições municipais, já prometeram concluí-la até o final de setembro; será?


Francisco Araújo 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário