Home » » Ex-prefeita de Bom Jardim passa a cumprir pena em regime domiciliar.

Ex-prefeita de Bom Jardim passa a cumprir pena em regime domiciliar.


A ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, começa a cumprir o chamado regime semiaberto  nesta sexta-feira (1º). Este regime prevê o recolhimento domiciliar durante a noite, a partir das 20h até as 6h, de acordo com o artigo 319 do Código de Processo Penal.

A decisão de substituir o uso da tornozeleira por medida cautelar de recolhimento domiciliar noturno foi tomada pelo juiz da 2ª Vara Federal, José Magno Linhares Moraes. A ex-prefeita foi solta no dia 9 de outubro de 2015, após ter obtido a revogação da prisão na Justiça Federal. Na época ela foi solta pela Justiça sob a condição de uso de tornozeleira eletrônica.

Na determinação do juiz federal Magno Linhares, Lidiane é obrigada a comparecer mensalmente em juízo na Comarca de Bom Jardim para justificar suas atividades.  Além disso, Lidiane está proibida de se deslocar até a Prefeitura e de se ausentar da cidade sem autorização judicial.

Acusada de desviar verbas da educação no município, Lidiane Leite ficou conhecida como "Prefeita Ostentação" depois de postar fotos ostentando luxo na internet e ficar foragida por 39 dias da Polícia Federal (PF).

Ela se entregou no dia 28 de outubro, na sede da Polícia Federal, após ter a prisão decretada pela PF por suspeita de irregularidades encontradas em contratos firmados com "empresas-fantasmas". Após 11 dias encarcerada em cela especial no Quartel do Corpo de Bombeiros da capital maranhense, devido a grande repercussão do caso.

Volta à internet
A ex-prefeita voltou a aparecer nas redes sociais em janeiro deste ano. Nas postagens, ela aparece mais discreta, ao lado de parentes e amigos. Em uma das fotos, ela aproveita para fazer a propaganda de uma marca de calçados.

Entenda o caso
Em 2012, Beto Rocha foi candidato a prefeito, mas teve a candidatura impugnada pela Lei da Ficha Limpa e lançou a namorada pelo PRB. Lidiane foi eleita com 50,2% dos votos válidos (9.575), frente ao principal adversário, o médico Dr. Francisco (PMDB), que obteve 48,7% (9.289).

Após a eleição, Lidiane passou a ostentar uma vida de luxo na internet. "Eu compro é que eu quiser. Gasto sim com o que eu quero. Tô nem aí pra o que achem. Beijinho no ombro pros recalcados", comentou na internet. A conduta chamou a atenção do Ministério Público, que passou a apurar fraudes em licitações do município.

Beto Rocha chegou a ser preso pela "Operação Éden", da PF. Ele ocupava a função de secretário de Assunto Políticos na gestão de Lidiane. Também foi detido Antônio Cezarino, ex-secretário de Agricultura. Ambos foram soltos no dia 26 de setembro, por determinação do Poder Judiciário.



G1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário