Home » » Passa de 50 número de ataques criminosos em dois dias no RN.

Passa de 50 número de ataques criminosos em dois dias no RN.


Pelo menos 54 ataques criminosos foram registrados em 20 cidades do Rio Grande do Norte nos últimos dois dias. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesed). O primeiro ataque aconteceu por volta das 14h de sexta-feira (29) quando um micro-ônibus foi incendiado em Macaíba, na Grande Natal. Até às 16h deste domingo (31), 51 pessoas foram presas suspeitas de envolvimento nos ataques.

A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo como motivo dos atentados.

De sexta-feira até a manhã deste domingo foram registrados ataques nas cidades de Natal, Parnamirim, Macaíba, Monte Alegre, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró, Jardim de Piranhas, São Gonçalo do Amarante, Florânia, São Paulo do Potengi, Touros, Tangará, Assu, Maxaranguape, Goianinha e São José do Campestre.

Além dos ataques já confirmados, uma pessoa ficou ferida na tarde deste domingo após uma explosão em um carro estacionado dentro do supermercado Nordestão da Av. Tomaz Landim, na Zona Norte de Natal. Até às 15h45, a PM ainda não havia confirmado se o fato tinha alguma relação com os ataques criminosos.

Cidade sem ônibus
Por causa dos ataques criminosos ao sistema de transporte, unidades policiais e prédios públicos que vêm ocorrendo em Natal e várias cidades do interior do Rio Grande do Norte, a capital potiguar completou nesta tarde 24 horas sem ônibus nas ruas. A informação é do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn). A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo como motivo dos atentados.

Os veículos, que foram recolhidos às garagens por volta das 15h do sábado (30), só devem voltar a rodar normalmente no início da manhã da segunda (1º). E isso, “se a Secretaria de Segurança Pública garantir policiamento suficiente para evitar que novos atentados ocorram”, afirmou a Seturn.

Esta é a primeira vez na história, mesmo em momentos de greve e/ou protestos dos rodoviários, que o município de Natal e região Metropolitana ficam mais de 24 horas sem nenhum ônibus. “Até os intermunicipais foram recolhidos às garagens”, ressaltou o Seturn. O transporte de passageiros está sendo feito por alguns veículos de lotação, táxis e alternativos autorizados a fazer o serviço.



g1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário