Home » » Polícia apreende 11 quilos de maconha e prende duas mulheres em Campina Grande.

Polícia apreende 11 quilos de maconha e prende duas mulheres em Campina Grande.


Uma ação conjunta dos policiais civis da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de Campina Grande e do Grupo Tático Especial (GTE) da 12ª Seccional de Esperança resultou na prisão em flagrante, no início da tarde desta quarta-feira (13), de Aldeneide Maria de Freitas, 35 anos, e Jucilene Marreiros de Meneses, 37 anos. As duas são suspeitas de comercializar entorpecentes.

As investigações começaram há cerca de um mês quando a polícia começou a monitorar Aldeneide. A informação era que ela estava recebendo drogas e distribuindo no bairro do José Pinheiro, em Campina Grande.

A partir daí, foi montado um esquema para descobrir quem era o distribuidor e quando as drogas seriam entregues para a suspeita. A informação chegou por meio do número 197 Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds).

De acordo com o denunciante, uma mulher conhecida como Dinha, que mora no município de Soledade, estava saindo da cidade para pegar maconha em um bairro de Campina Grande.

“Entramos em contato com o Grupo Tático Especial de Esperança e pedimos para levantar informações sobre a mulher. Os policiais conseguiram uma foto da suspeita, o que facilitou o nosso trabalho na hora que ela se aproximou da casa de Aldeneide”, disse o delegado Ramirez São Pedro, responsável pela investigação.

Dinha, que mais tarde a polícia descobriu ser Jucilene, chegou nesta quarta-feira na rua de Aldeneide por volta das 11h30. Ficou em uma esquina e depois de receber uma ligação se dirigiu até a casa da investigada.

No caminho, as duas se encontraram e quando estavam entrando na residência foram abordadas pelos policiais. Sem ter como escapar, Aldeneide confessou que tinha recebido alguns tabletes de maconha durante a madrugada.

A droga teria sido entregue na casa dela por um homem desconhecido que chegou em um fusca branco. Ela disse que ia receber R$ 600 para esconder a droga.

Quando os policiais revistaram a residência, encontraram a maconha embalada em vários tabletes. A droga estava escondida dentro do guarda roupas da suspeita. Já Jucilene não quis falar quem mandou ela ir buscar a maconha e disse que não vendia drogas.

As duas foram ouvidas e autuadas por associação ao tráfico e tráfico de drogas. Elas serão encaminhadas para a Audiência de Custódia e se não forem liberadas serão encaminhadas para o Presídio Feminino do Serrotão em Campina Grande.

A polícia vai continuar as investigações para identificar e prender o responsável pela distribuição da droga que, de acordo com as investigações, ia ser vendida no município de Soledade e no bairro de José Pinheiro.



com Secom/PB
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário