Home » » Aberta oitava edição do Festival Universitário de Inverno de Cuité

Aberta oitava edição do Festival Universitário de Inverno de Cuité


Evento marca os dez anos de criação do campus da UFCG na cidade

"Força Estranha" conduziu as falas que abriram a oitava edição do Festival Universitário de Inverno (FUI) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), na noite dessa segunda-feira, dia 29, na cidade de Cuité, sede do Centro de Educação e Saúde (CES) que celebra dez anos de criação.

A música de Caetano Veloso, interpretadas por estudantes do campus de Cuité, inspirou o diretor do CES, Ramilton Marinho, a falar sobre as transformações sociais e culturais constantes na região desde a instalação da UFCG. "Uma 'Força Estranha' revolucionou a maneira de pensar da cidade", disse num tom saudosista, lembrando que este seria o último ano a frente da direção do CES.

Num tom menos romântico, o reitor Edilson Amorim falou da “Força Estranha" que paira no Congresso Nacional, nesse período de julgamento do impeachment presidencial. E também registrou que o campus de Cuité tem sido "o melhor problema da UFCG", por representar um modelo de funcionamento, "não só pela inquietação acadêmica, bem mais pelo zelo administrativo e o diálogo perene com a sociedade que o abriga".

O ator Luiz Carlos Vasconcelos - que proferiu a palestra de abertura do festiva, Educação - A Arte de Si Mesmo - falou da força que habita o ser, nos sentimentos e emoções, que, sendo canalizada, é fundamental para educação de si próprio e que repercussão em tudo e em todos. Pois nesse "estudo dos sentimentos e emocionais, a ponto de se questionar quando estiver alegre; porque existem alegrias sombrias", podemos tecer reflexões sobre a nossa estupidez e vaidade.



Marinilson Braga - Ascom/UFCG – 
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário