Home » » Feira de Ciências do Lordão discute tecnologia, cultura e turismo com alternativa de convivência com o semiárido.

Feira de Ciências do Lordão discute tecnologia, cultura e turismo com alternativa de convivência com o semiárido.


A Feira de Ciências, Cultura e Linguagens da Escola Estadual Professor Lordão teve início na terça-feira (16) com a abertura no Centro de Convivência Pedro Tomás Dantas. Na oportunidade foram apresentados os projetos de lei dos alunos selecionado da etapa estadual do Programa Parlamento Jovem Brasileiro e a realização do Festival de Ginástica coordenado pelo professor Josemário Silva.

O evento teve continuidade com as amostras de projetos nas áreas de Ciências da Natureza e Matemática nesta última quarta-feira (17), quinta-feira (18) os projetos das áreas de Linguagens e Ciências Humanas e o encerramento aconteceu na sexta-feira (19) com a premiação dos projetos melhor avaliados.
A professora Rafaela Bezerra da Silva, coordenadora geral da feira, explicou que o tema “Conviver no semiárido” - Diversidade e tecnologias, teve como intuito valorizar a cultura local e buscar alternativas para conviver com a crise hídrica que a região tem vivenciando. O tema faz calendário de planejamento da escola definido no início do ano letivo, oportunizando aos professores e alunos desenvolverem seus trabalhos ao longo do ano de acordo com o tema.

O avaliador Jackson Santos que cursa biologia na UFCG- campus Cuité, destacou o projeto “Aquaponia na escola” por considera-lo uma inovação de sustentabilidade para a escola e a comunidade. Já o professor de Educação Física Carlos Eduardo o projeto “Dessalinizador Solar” por ser de baixo custo e viável para a comunidade. Os dois projetos foram orientados pelo agroecólogo e vice-diretor da Escola Professor Lordão, Thiago Anderson.

A aluna Jeniffer Nicole (1°C) participante do projeto "Dessalinizador Solar" explicou o objetivo do trabalho realizado por ela e seus colegas. O equipamento produzido tinha intuito de transformar a água salgada em potável, com baixo custo e com meios químicos e físicos.

Durante visita aos estandes a diretora da 4° Regional, Maria das Graças Medeiros Almeida, elogiou o desempenho dos alunos durante a feira, parabenizou os professores e comentou que era um momento de grande interação com a comunidade.

Os alunos do curso regular e da Educação de Jovens e Adultos desenvolveram vários projetos dentro da temática com destaque para o projeto sobre a inclusão de alunos surdos nas escolas de Picuí que foi defendido pela aluna Nathália da 3ª série C com a participação do aluno Eusébio Liberato (Ciclo V) e sua interprete em Libras. Eusébio iniciou a apresentação em Libras, causando um impacto no público que sentiu a dificuldade que o surdo tem em seu cotidiano.
Na área de Ciências Humanas se destacou os projetos de arqueologia com a temática de preservação ambiental e arqueológica e o turismo no município de Picuí. Ainda apresentaram o processo de desenvolvimento da história do município através de várias exposições em parceria com a Associação Trilhas na Caatinga.

Durante a cerimonia de premiação os alunos receberam a visita do Coordenador do Programa Parlamento Jovem Brasileiro, Ewerton Alexander, que veio parabenizar a escola e particularmente o aluno Luís Gustavo pela seleção como Jovem Deputado e a representação no Congresso Nacional.

A Escola Estadual professor Lordão parabeniza toda a equipe da Imprensa Lordão, coordenada pela professora Edijoelma e os demais professores, funcionários, alunos, pais, parceiros e a comunidade de Picuí pelo sucesso da Feira.


Fonte: Imprensa Lordão.
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário