Home » » Transposição do São Francisco: em audiência, ministro da integração garante ao MPPB que obras estarão prontas em dezembro.

Transposição do São Francisco: em audiência, ministro da integração garante ao MPPB que obras estarão prontas em dezembro.


As obras do Eixo Leste do Projeto de Transposição das Águas do Rio São Francisco vão ficar prontas em dezembro deste ano. A garantia foi dada nesta segunda-feira (17) pelo ministro da Integração, Helder Barbalho (PMDB), ao procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Bertrand de Araújo Asfora, durante uma audiência no Ministério da Integração Nacional, em Brasília.

“A nossa mobilização agora é em relação à passagem da água de Monteiro até Boqueirão”, adianta o procurador Bertrand Asfora, explicando que nesse trecho muitas cidades ainda despejam o esgoto no Rio Paraíba, sem nenhum tratamento. “A chegada da água deverá ocorrer no período de fevereiro a abril. Vamos acompanhar e cobrar celeridade nas obras de esgotamento sanitário no trecho entre Monteiro e Boqueirão”.

A audiência foi solicitada pelo procurador Bertrand Asfora por meio do Ofício 422/2016 e teve o apoio do deputado federal Rômulo Gouveia (PSD). Acompanharam Bertrand Asfora na audiência com o ministro os procuradores de Justiça Francisco Sagres Macedo Vieira, Herbert Douglas Targino, Valberto Cosme de Lira e Álvaro Cristino Pinto Gadelha Campos e os promotores de Justiça Alcides Leite de Amorim, Edmilson de Campos Leite Filho, Clístenes Bezerra de Holanda, Cláudia Cabral Cavalcante e Francisco Bergson Gomes Formiga Barros.

De acordo com o que garantiu o ministro durante a audiência, até o mês de abril deverão ficar prontas as obras complementares da Transposição do Eixo Leste, que permitirão que a água chegue aos rios e reservatórios da Paraíba. Também estiveram presentes à audiência no Ministério da Integração Nacional representantes da Agência Estadual de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).


Ascom/MPPB
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário