Home » » CRISE: Governo manda carros-pipa para abastecer hospitais e escolas de Caicó.

CRISE: Governo manda carros-pipa para abastecer hospitais e escolas de Caicó.


A cidade de Caicó, na região Seridó do Rio Grande do Norte, passa a ser abastecida por carros pipa a partir desta quarta-feira (23), segundo o Governo do Estado. Nesta segunda-feira (21), o município entrou em colapso no abastecimento - quando a companhia de água admite que não há como continuar a abastecer os moradores e a cobrança é suspensa.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Coronel Eliseu Dantas, os carros - pipa captarão água pelo manancial do município de Vera Cruz, e abastecerão entre 20 e 30 pontos em Caicó. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) disponibilizará 40 caixas d'água de cinco mil litros para serem instalados chafarizes.

Para aumentar ainda a possibilidade de abastecimento, a Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) perfurou 14 poços na região, sendo que sete poços foram testados e outros sete terão vazão verificada ainda nesta terça, segundo o governo. De acordo com o titular da pasta, Mairton França, serão instalados até seis poços, os quais devem ter mais de mil litros por hora de vazão. “Vamos disponibilizar bombas, cisternas e se existir necessidade um dessalinizador. Também iremos perfurar poços no leito do Itans. O geólogo já está no local e junto com Caern irá decidir sobre esse uso”, explicou Mairton.

Desde o começo da manhã desta terça (22) o Instituto de Gestão de Águas do RN (Igarn) fiscaliza, junto com Agência Nacional de Águas (ANA), o uso da água do rio Piancó/Piranhas/Açu, responsável por levar água a 100 mil pessoas na região do Seridó.
O Governo do Estado montou uma força-tarefa desde que o fornecimento de água parou, no último sábado (19), em função do esgotamento do rio Piancó/ Piranhas/Açu, que traz água do complexo de barragens Coremas/Mãe D’Água, localizado na Paraíba, e atende a adutora Manoel Torres que leva água para Caicó, Jardim de Piranhas e São Fernando.

Volume de água de reservatórios cai
O volume de água dos 47 reservatórios monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) continua caindo devido a escassez de chuvas. A informação consta no último relatório do Igarn, divulgado no dia 18 de novembro.

Dos 47 reservatórios do estado monitorados pelo Igarn, 16 já estão em volume morto, o que corresponde a 34% do total. Outros 15 já estão secos. Somando-se os números, 65% dos açudes que abastecem as cidades do Rio Grande do Norte estão em estado crítico.

Maior reservatório do estado, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, com uma capacidade de 2,4 bilhões de metros cúbicos, atualmente possui 398.818.133 milhões de metros cúbicos, 16% do seu volume total. A Barragem de Umarí, em Upanema, com capacidade total de 292,8 milhões de metros cúbicos, está com 33.679.531, 11% do seu volume. Já o açude Santa Cruz do Apodi, 124,52 milhões de metros cúbicos, 20% do seu volume total, que é de 600 milhões.

Pelos dados atuais, mais três reservatórios entrarão em volume morto até dezembro deste ano. Caso não exista uma boa estação chuvosa, outros oito entrarão em volume morto durante o ano de 2017, segundo o Igarn.


G1
Compartilhe: :

0 comentários:

Postar um comentário