Últimas Notícias

Saques de contas inativas do FGTS começam no dia 10 de março; veja o calendário:


Mais de 30 milhões de trabalhadores terão direito a retirar dinheiro. Cronograma é com base em aniversário.

O governo federal divulga nesta terça-feira (14) o calendário de saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques vão começar no dia 10 de março, para nascidos em janeiro em fevereiro. Mais de 30 milhões de trabalhadores terão direito a retirar o dinheiro.

Pessoas nascidas em março, abril e maio poderão sacar em abril. Quem faz aniversário em junho, julho e agosto, poderá sacar em maio. Nascidos em setembro, outubro e novembro poderão fazer o saque em junho. Em julho, deverão sacar os nascidos em dezembro.

Poderão ser sacados, sem limite por pessoa, os valores das contas inativadas até 31 de dezembro de 2015.Uma conta inativa do FGTS deixa de receber depósitos do empregador porque o contrato de trabalho foi encerrado. Quando o trabalhador pede demissão ou é demitido por justa causa, não pode sacar o dinheiro ao sair do emprego.

De acordo com o governo, são mais de R$ 43 bilhões parados nessas contas e o governo calcula que, desse total, R$ 34 bilhões serão sacados por trabalhadores.

Mais da metade dos trabalhadores tem, no máximo, R$ 500 para sacar, segundo o governo. Outros 24% têm saldo entre R$ 500 e R$ 1.500. Os dois grupos representam 80% do total de pessoas com direito a sacar o dinheiro. Os demais têm mais de R$ 1.500 a receber.

Os canais para consultar a existência e o saldo de contas inativas do FGTS são o site da Caixa, o aplicativo do FGTS, por meio de internet banking (só para clientes da Caixa), comparecendo a uma das agências do banco ou pelo telefone 0800 726 0207.

Confira o calendário:

Nascidos em janeiro e fevereiro: Sacam em março
Nascidos em março, abril, maio: Sacam em abril
Nascidos em junho, julho, agosto: Sacam em maio
Nascidos em setembro, outubro, novembro: Sacam em junho
Nascidos em dezembro: Sacam em julho





Com Jornal da Paraíba 

Nenhum comentário