Últimas Notícias

Educação do Estado aprova greve geral a partir de 4ª.


Os trabalhadores e trabalhadoras da rede estadual de ensino decidiram integrar a Greve Nacional Unificada, que terá início a partir desta quarta-feira, 15, por tempo indeterminado.

Entre os principais pontos de luta estão Piso Salarial Nacional, o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério e a Reforma da Previdência.
Os educadores paraibanos estarão se unindo à Greve Nacional da Educação, convocada e aprovada no 33º Congresso Nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

A luta tem o propósito de pressionar os deputados federais e senadores para que se pronunciem contrários à proposta da reforma da Previdência e a todos os atuais projetos de lei que fazem parte do Pacote de Maldades do governo de Michel Temer.

A pauta de luta dos educadores conta com os seguintes pontos:

Contra a Reforma da Previdência – PEC 287/2016;
Pelo Piso Salarial Nacional;
Implantação do PCCR Revisado da Educação, já;
Eleições Diretas para Diretores Escolares;
Reajuste para os aposentados;
Aumento da Gratificação dos diretores.



com Ascom

Nenhum comentário