Últimas Notícias

Presidente do PMDB reforça união das oposições, mas diz que partidos devem viabilizar candidaturas.

A defesa por uma candidatura ao governo do estado em 2018 fora do PMDB, defendida pelo ex-prefeito de Sousa, André Gadelha, não foi vista com estranheza pelo presidente estadual do partido, Antônio Sousa. O dirigente avaliou as declarações do colega como normais e reforçou que a definição em torno de um nome só ocorrerá no próximo ano, após uma pesquisa realizada por cada partido que compõe o bloco das oposições.

 “Ele defendeu isso, como defendeu o nome de Maranhão na reunião”, disse, numa referência ao encontro ocorrido entre as lideranças do partido. Na ocasião da sua declaração, Gadelha citou o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), como opção do grupo. “Todo grupo, que André faz parte, defende a união das oposições. Nós temos o maior interesse que, do bloco, saia um candidato de forma homogênea, no consenso, para não termos problemas na frente”, confirmou.

Sousa, no entanto, explicou que a união depende dos resultados obtidos nas pesquisas realizadas por cada partido no início do próximo ano. “Todos esses partidos farão uma reunião conjunta para analisar estas pesquisas e dai sairá um candidato do bloco. Essa é a tendência”, disse, acrescentando que a tese da candidatura própria é uma estratégia de sobrevivência para os partidos. “Nós defendemos a candidatura própria porque, se não vingar esse acordo lá na frente, o candidato já tem visibilidade”.

O presidente do PMDB destacou que as incursões que Cartaxo e o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, fazem são corretas. “Na atividade partidária você não pode desgrudar das lideranças, do seu público, isso a gente faz permanentemente. Cada um está representando o partido e o bloco”, afirmou. Dentro do PMDB o nome trabalhando é o do senador José Maranhão, mas isso não impede, segundo Sousa, que qualquer outro filiado do partido possa postular o espaço: “É só tentar viabilizá-la”, garante.



Com Blog do Gordinho

Nenhum comentário