Últimas Notícias

Em Brasília, Ricardo defende renúncia de Temer e diz que PSB votará por impeachment.


Com a sexta maior bancada do Congresso, o PSB decidiu hoje em Brasília, durante reunião da executiva nacional da sigla que deixa a base do presidente Michel Temer (PMDB). A decisão acontece após denúncias envolvendo o nome do presidente da República em gravações feitas com autorização da Justiça em delações dos executivos da JBS. O governador da Paraíba Ricardo Coutinho defende que a gestão de Temer acabe.

O chefe do Poder Executivo da Paraíba não se colocou favorável à realização de uma eleição indireta, caso o presidente da República venha a deixar o cargo. Para Ricardo, a decisão de eleger um governante cabe ao povo. "O PSB, com a nossa concordância e defesa, considera que o Governo temer precisa acabar e defende as eleições diretas para presidente". declarou.

O governador Ricardo Coutinho acrescentou ainda que em caso de abertura de um processo de impeachment contra Temer, a legenda votará a favor. "Caso Temer não renuncie, o PSB votará a favor do impeachment".

O socialista aproveitou a oportunidade para convocar representantes da sociedade civil organizada em prol da democracia. "Defendemos a articulação de setores da sociedade em torno da construção de uma pauta mínima em defesa da democracia e da retomada do desenvolvimento com inclusão social", concluiu o governador.

O Partido Socialista Brasileiro possui um de seus quadros no comando do Ministério de Minas e Energia, o deputado Fernando Filho, porém, representantes da sigla não comentam a possibilidade de sua saída do cargo.




PB Agora

Nenhum comentário