Últimas Notícias

Governo do Estado beneficia mais de 33 mil pessoas com entrega de medicamentos no mês de maio.


Somente no mês de maio, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Centro Especializado de Dispensação de Medicamentos Excepcionais (Cedmex) e do Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF), beneficiou mais de 33 mil pessoas, com a entrega de 1.227.708 medicamentos, totalizando mais de R$ 8 milhões e 500 mil. Os dois setores são responsáveis por oferecer medicamentos para várias doenças, entre elas, câncer, Aids, tuberculose, hanseníase, asma, artrite reumatóide, diabetes, Alzheimer, Parkinson, epilepsia, esclerose múltipla, esquizofrenia, Hepatite C e osteoporose.

No Cedmex, são entregues 272 tipos de medicamentos especializados para 80 doenças, enquanto que o NAF tem a missão de coordenar a política de assistência farmacêutica do estado, apoiando municípios e regiões para ampliar o acesso a medicamentos previstos na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename).

O NAF é responsável em articular, junto ao Ministério da Saúde (MS), a programação e distribuição de medicamentos de diversas linhas de cuidado, a exemplo de diabetes (insulinas humanas – NPH e regular); tuberculose; hanseníase; DST/Aids, entre outras.

No Cedmex, o total de pacientes atendidos no mês de maio foi de 30.348 com a entrega de 1.180.677 medicamentos, num investimento de mais de R$ 5 milhões. Já no NAF, foram atendidos 2.801 pacientes, somente na primeira Gerência Regional de Saúde (GRS), com sede em João Pessoa, onde concentra o maior número de usuários. Em todo estado, o NAF entregou 47.031 medicamentos, no valor de R$ 3 milhões e 598 mil.

“Para ter direito aos medicamentos, no Cedmex, a pessoa deve apresentar resultados de exames e alguns documentos. Com isso, queremos garantir um tratamento mais seguro e eficaz, pois são medicamentos de segunda ou terceira linha de tratamento e requer maior cuidado no tratamento”, disse a diretora do Cedmex, Gilcélia Ribera.

Gilcélia lembra ainda que o acolhimento é o primeiro e principal atendimento do usuário, onde a assistente social orienta sobre documentos e exames necessários para o cadastro; a sequência mensal para o recebimento; sobre a necessidade ou não da caixa térmica para armazenar o medicamento, entre outras orientações. O usuário deve apresentar cópia do cartão do SUS, RG, comprovante de residência, receita (validade de 30 dias), Laudo de Solicitação - LME (validade de 60 dias) e termo de consentimento e exames, dependendo da doença.

De acordo com o chefe do NAF, Felipe Santos, atualmente, o maior trabalho desenvolvido pelo Núcleo, é o cumprimento das demandas judiciais para o fornecimento de medicamentos. Nas demandas de âmbito coletivo existem atualmente na Paraíba cinco Ações Civis Públicas que definem a responsabilidade dos entes federativos para o fornecimento de determinados medicamentos para diabetes; doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) – câncer; osteoporose e Alzheimer.

“Para estes medicamentos, o usuário faz a abertura de um processo administrativo na SES ou nas Gerências Regionais de Saúde (GRS) e pede os formulários para solicitação do medicamento. Para cada grupo de doenças são exigidas algumas documentações para composição do processo”, explicou.

O NAF funciona na Av. José Pessoa, s/nº, no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. O telefone é 3218-5892 e 7395.

Já o Cedmex, em João Pessoa, funciona na rua Cônego Matias Freire, nº 83, Torre. O telefone é  3218-5900. Além da capital, tem centros em mais 12 cidades:

Guarabira (3271-3284);
Campina Grande (3310-7100/7113);
Cuité (3372-2295);
Monteiro (3351-2890/2550);
Patos (3421-4766/2766);
Piancó (3452-2398/2016);
Catolé do Rocha (3441-1284/2384);
Cajazeiras (3531-4383/1350);
Sousa (3522-2779 3521-2080/4840/4885);
Princesa Isabel (3457-2089/2481/2100);
Itabaiana (3281-2703/2003) e
Pombal (3431-3371).

Com Secom

Nenhum comentário