Últimas Notícias

Ato por ‘Diretas Já’ reúne políticos nacionais em JP.


Com a presença lideranças da política de renome nacional, vários movimentos de esquerda realizaram, na tarde desta sexta-feira (21), no Ponto de Cem Réis, um ato pelas ‘Diretas Já’. No local foi constatado uma grande multidão que acompanhou a mobilização contra o mandato do presidente Michel Temer (PMDB) e por novas eleições diretas no Brasil.

No palco, onde discursaram políticos como a senadora e presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Greisi Hoffmann (PT-RS), Roberto Requião (PMDB-PR), e os paraibanos e senadores pelo Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro, Fátima Bezerra (PT) e Lindbergh Farias (PT), e também o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), não faltaram críticas ao Governo Michel Temer.

O público respondia a altura com gritos de “Fora Temer”.

Para a senadora Greise Hoffmann, só as eleições diretas é a única forma de se devolver a estabilidade política ao país e recuperar sua estabilidade política.

“Nenhum governo que não seja alçado pelo voto popular tem legitimidade para tirar o país da crise hoje”, destacou a petista.

Para o governador Ricardo Coutinho é preciso dá ao Brasil a legitimidade que foi perdida pelo presidente da República. Em sua fala, o socialista foi saldado pelo público como sendo um político de “importância” nacional.

“Você viu a derrubada de um governo que só a população poderia mudar, pois não havia crime de responsabilidade. Se criou no Brasil uma crise política e institucional de proporções gravíssimas”, afirmou Ricardo.

Já a paraibana e senadora pelo Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, argumentou que a soberania nacional só seria restabelecida através das eleições diretas.

“As eleições se tornam mais imperiosas ainda pelo agravamento da situação. Temos um governo ilegítimo, denunciado em pleno exercício do cargo por corrupção”, destacou.

Ainda no evento foi notado as presenças dos deputados estaduais Frei Anastácio e Anísio Maia, ambos do PT, dos deputados federais Frei Anastácio (PT) e Damião Feliciano (PDT), entres outras lideranças políticas ligadas a centrais sindicais e movimentos sociais.




Roberto Targino – MaisPB

Nenhum comentário