Últimas Notícias

Nova Floresta: Profissionais da educação terão adequação de 8%.


Defasados há dois anos, os salários dos profissionais da educação básica de Nova Floresta serão adequados ao Piso Nacional a partir deste mês.

O anúncio foi feito numa reunião realizada na manhã de ontem (23) entre a equipe de governo, dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú e Seridó (SINPUC) e membros de uma comissão de servidores.

“O sindicato havia solicitado uma reunião para a questão do reajuste do piso”, explicou Tião Santos, presidente do SINPUC.

O percentual de adequação determinado pelo Ministério da Educação (MEC) foi de 6,81% e começou a valer em janeiro de 2018. O município não cumpre a Lei 11.738/2008 desde 2016.

Negociação

“Negociamos para que não fosse pago o retroativo em troca de um percentual maior”, disse Tião Santos. Ainda de acordo com o presidente, a adequação foi fixada em 8%, com validade a partir de abril.

Quando assumiu a prefeitura, no ano passado, Jarson Silva não mudou a realidade dos profissionais do magistério público da educação básica no município.

Tanto o prefeito quanto o secretário de Administração, Arimateia Valdivino, alegaram os efeitos da crise econômica enfrentada pelo país em 2017 para justificar o não cumprimento da legalidade.

Levantamento realizado pela assessoria técnica do SINPUC indicou que a administração de Nova Floresta empenhou R$ 17.486.475,15 no ano de 2017.

Desse total, R$ 10.558.540,22 foram destinados ao pagamento de pessoal. O investimento na folha de efetivos totalizou R$ 8.233.844,35. Comissionados, contratados e eletivos demandaram R$ 2.324.695,87 no mesmo período.

Avaliação

Atuando no município a menos de um ano, os dirigentes do SINPUC avaliaram positivamente o trabalho em Nova Floresta.

Tião Santos destacou que o reajuste “foi um avanço grande, apesar da perda [dos valores retroativos]”.

Amanhã os dirigentes voltarão à cidade para se reunir com Agentes Comunitários de Saúde (ACS’s), Agentes de Combate a Endemias (ACE’s) e professores.

No caso dos ACS’s e ACE’s o encontro será às 14h. O SINPUC vai ouvir as demandas dessas categorias.

Às 16h os sindicalistas voltarão a conversar com os profissionais da educação para uma avaliação.

O local das reuniões ainda será informado.


Ascom

Nenhum comentário