Últimas Notícias

Seca extrema aumenta no Nordeste: Último relatório da ANA chama atenção para interior nordestino.



Grandes massas de ar seco vêm predominando sobre o Brasil ao longo deste inverno. É uma situação climatologicamente comum, afinal nesta época do ano diversas áreas brasileiras têm o menor índice de chuva.

No Nordeste a situação é um pouco diferente, graças às Ondas de Leste, um sistema meteorológico que se manifesta nessa época do ano, diversas áreas do leste e do interior costumam ter bons acumulados. Infelizmente, não é o que está ocorrendo no ano de 2018, a chuva associada aos distúrbios ondulatórios de leste não anda se configurando, com isso o déficit de chuva na real também é elevado e já provoca diversos problemas.

Recentemente, a Agência Nacional das Águas (ANA), divulgou o monitoramento das áreas de secas no Nordeste no mês de junho deste ano. Quando comparamos com o mesmo mapa só que elaborado no mês de maio, é possível observar que as áreas de secas extremas e excepcional ampliaram, assim como as demais áreas de seca de intensidade menor.

A situação da seca também é observada nos reservatórios da Região. O monitoramento da ANA também mostra que dos 521 reservatórios de água no Nordeste, quase a metade está abaixo de 30% de sua capacidade.


Previsão de chuva não anima

A previsão de chuva para os próximos dias no Nordeste também não é animadora. Sem o avanço de frentes frias para a costa da Bahia, sem formação de Vórtices Ciclônicos ou avanço de Ondas de Leste, a tendência ainda é de pouca chuva e que ficará concentrada apenas nas áreas litorâneas.


Climatempo

Nenhum comentário