Últimas Notícias

CONHEÇA: As sete maravilhas naturais de Nova Palmeira – PB

Na esteira da ideia das “sete maravilhas do mundo antigo”, “sete maravilhas do mundo contemporâneo” ou até mesmo das “sete maravilhas da Paraíba” (eleitas em 2008, por propositura da Assembleia Legislativa), membros do Rastros e Pegadas (Trilheiros e Campistas de Nova Palmeira e região) elegeram o que foi chamado de As Sete Maravilhas Naturais de Nova Palmeira – PB.

Em um consenso entre os membros mais antigos do grupo (mas com liberdade de sugestões e críticas facultada aos mais novos também, claro!), que sempre debatem sobre as belezas de nosso lugar e organizam trilhas, expedições, acampamentos em todo município e região, ficou decidido quais seriam os locais escolhidos. Dentre os quais, poderiam figurar diversos outros que ficaram de fora da lista, considerando os critérios de avaliação. Porém, vale ressaltar que uma lista com este propósito sempre é difícil e uma delimitação deve ser feita, considerando a quantidades de locais que chamam a atenção e cada indivíduo tem seus olhares e gostos particulares.

Os critérios de avaliação usados foram os de relevância social e acadêmica, história e beleza cênica natural. É normal a discordância de um local ou outro, mas dentre diversos pensamentos e locais sugeridos, o consenso na escolha acontece entre a maioria dos que conhecem o município de Nova Palmeira, sejam jovens ou pessoas mais velhas que conhecem nossa terra. Como não aconteceu uma eleição e as escolhas foram em consenso, não existe uma ordem de classificação dos lugares.

Então, vamos a lista?

SERRA AGUDA

Distante 01 Km da cidade, a serra aguda, que na verdade trata-se de morro testemunho, é uma formação geológica de referencia no município de Nova Palmeira - PB. Seu formato atrai olhares dos que avistam pela primeira vez, compõe a paisagem da cidade e aguça as memórias dos moradores locais. Com uma altitude de 685m acima do nível do mar, é tida como um cartão postal de nossa terra e é bastante visitada por moradores locais que gostam de trilhar por sua subida e admirar o belo pôr do sol aos finais de tardes. Existia no lugar um antigo cruzeiro religioso em seu topo há bastante tempo, porém alguns vândalos o destruíram. Um novo foi recolocado em local estratégico por Rildo José para manter a tradição. 

RIACHO DO POÇO PRETO

Distante cerca de 05 Km da sede do município, trata-se de um riacho que, por haver uma “revência” em uma barragem com vasão intensa, apresenta um fluxo permanente de água que corre durante todo tempo por alguns quilômetros abaixo, atravessando longos períodos de seca sem declinar. Pertencente ao espólio do finado José Delzírio de Mendonça, importante fazendeiro da região, este belo local que hoje é cuidado por seu filho Josinaldo Mendonça (Naná), é muito requisitado para banho, contato direto com a natureza e recreação. A beleza cênica do lugar impressiona e é de se admirar a relação histórica entre os moradores de Nova Palmeira e seu amado “Poço Preto”, seja nos períodos prolongados de seca, onde era um dos poucos locais com água para socorrer a sede, seja para diversão de seus habitantes.

SERRA DAS PORTEIRAS

Com uma formação geológica impressionante que chama atenção aos olhos, essa serra vem se consolidando como um ótimo ponto para trilhas e observação, já que tanto é possível visualizar toda região e acompanhar tanto o pôr do sol e o nascer da lua. Distante menos de 05 Km, partindo da cidade, as trilhas tem se tornado muito frequentes no local, pois além da geologia privilegiada, existem sítios arqueológico e espeleológico em seu topo (Já catalogados oficialmente). Outra atração do lugar é a ocorrência das imponentes águias chilenas (gavião azul), aves de rapina que ocupam penhascos altos e dominam um vasto território em seu entorno, fato que chama atenção para os biólogos, ornitólogos e fotógrafos amadores e profissionais.

SERRA DA CANOA

om uma imponência impressionante, esta serra se destaca logo de cara e pode ser vista de qualquer lugar da cidade de Nova Palmeira – PB e parte da região Seridó oriental. Distante cerca de 08 Km da sede do município, em seu topo já foi aferida altitude de 735m acima do nível do mar (registros feitos pelo grupo Rastros e Pegadas), o que a coloca como o ponto mais alto entre as regiões Seridó Oriental paraibano/Curimataú e sendo mais alto, inclusive, que toda a região brejeira de nosso estado. O local também vem atraído trilheiros da região que buscam aventura e desfrutar da sensação de estar em um dos lugares mais altos da Paraíba.

PEDRA DO FUNDÃO

Trata-se de uma formação rochosa protuberante que se destaca no lugar. Distante por volta de 20 Km, sua altura impressiona quem ali chega e observa, pois ultrapassa os 35 metros entre seu topa e a base, a inclinação negativa quase que “abraçando” o rio (Corujinha) em sua base é um atrativo desafiador aos praticantes de rapel, onde os mesmos consideram como um dos melhores lugares da região do Seridó/Curimataú paraibano para desenvolvimento dessa prática. Também existem cavernas (camarinhas, para os moradores locais), um sítio arqueológico e sempre é possível observar toda diversidade de fauna e flora do bioma caatinga em abundância. Vale muito a pena conhecer!

PEDRA DO NAVIO

Encontrando-se há 15 Km de Nova Palmeira – PB, trata-se de uma formação rochosa com características bem peculiares, onde dependendo do ângulo de observação, a arrumação das pedras facilmente lembra a silhueta de um grande navio atracado. Por se encontrar próxima de um riacho, esta pode ser a explicação para o nome da comunidade (Riacho do Navio), onde se localiza este belo monumento natural. Outro atrativo aos visitantes da Pedra do Navio são as pinturas e gravuras rupestres que existem, estas que foram catalogadas ressentimento junto ao IPHAN, pela equipe do arqueólogo Juvandi de Souza Santos, professor e pesquisador da Universidade Estadual da Paraíba. 

CÂNION DAS GARGANTAS

Local distante cerca de 18 Km da cidade, o Cânion das Gargantas tem se mostrado como um dos acidentes geográficos mais impressionantes de toda região do Seridó paraibano, com altura de seus paredões que podem passar de 100m (Do sopé ao platô) e as gigantescas pedras amontoadas. Localizado no extremo oeste do município de Nova Palmeira, já bem próximo à divisa com o vizinho estado do Rio Grande do Norte, tem sido um ponto estudado pelo grupo Rastros e Pegadas nos últimos anos, que vem organizando trilhas e expedições no intuído de desbravar essa verdadeira maravilha regional. Seguindo parte do leito do Rio Vazantes, esse lugar tem despontado como um dos mais fascinantes para ser melhor conhecido e visitado. Outro detalhe bacana é que a preservação da fauna e flora da caatinga é nítida, fato que deve ocorrer pelo difícil acesso e distância das povoações das cidades ao seu entorno. O cânion das Gargantas rem potencial para se tornar uma Unidade de Conservação aberta ao público.

 

Texto: Raony Borges /Imagens: acervo do grupo Rastros e Pegadas

Nenhum comentário